cejb

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Amigos!

No próximo sábado, dia 01/08, iniciaremos nosso Ciclo de Palestras Online em Comemoração aos 80 Anos do Centro Espírita João Batista (CEJB - Jundiaí/SP).

Para ter acesso às palestras, basta acessar o canal do CEJB no YouTube às 15h, quando as palestras serão transmitidas.


Aproveite e acesse o canal, inscreva-se, aperte o sininho de notificação e curta os vídeos das atividades da casa!



 
MOMENTOS DIFÍCEIS

 
 
                      Estamos atravessando período de grande dificuldade no campo da saúde, da economia e do sentimento. Doença, desemprego e morte.
 
                      Na verdade, o mundo todo está passando pela turbulência provocada por um personagem invisível aos olhos, mas de grande poder de destruição do organismo físico por impedir a livre e natural respiração, chamado de 'novo coronavírus ou covid-19'.
 
                      Os benfeitores lembram sempre que 'as doenças da alma são mais aflitivas, mais graves que as doenças da carne'; não há dúvida quanto a isso como também não se deve ignorar quanto ao momento certo de cada um, no que diz respeito à saída deste mundo, pelo processo da morte, presença indesejável em nossa vida. O momento da chegada e da partida, escritas nas linhas do nosso prontuário, estão nas mãos do Senhor da Vida.
 
                      Porém, o que nos entristece profundamente é a maneira como isso vem acontecendo, tal a agressividade desse impertinente e perigoso inimigo; quando ele se apodera de um organismo físico pela fragilidade da defesa que é vencida sem dificuldade alguma, não lhe dá trégua e põe fim à vida, que se extingue rapidamente.
 
                      O que se lamenta não é a morte em si própria, uma vez que toda a humanidade sujeita-se a ela, mas sim a forma, a maneira como tudo se desenrola, pois sucede que a partir do instante em que o doente tem sua saúde agravada e o resultado é o óbito, a família sequer pode ter o normal contato para proceder as despedidas simbólicas, como de costume. O corpo cerrado em urna própria não permanece sequer um tempo mínimo junto aos familiares, sendo de imediato levado à sepultura.
 
                      'A morte significa apenas uma nova modalidade de existência, que continua, sem milagres e sem saltos' mas é preciso compreender que esses momentos são especiais em razão da grandeza com que envolve a legião dos que são retirados do seio do lar, em diversas partes do mundo, chamados de volta à dimensão espiritual, como tem acontecido ciclicamente com os moradores da Terra em períodos distantes.
 
                      Sabemos que o espírito não morre, é verdade, pois foi criado para a eternidade. Mas a família, já entristecida pela ausência física do ente querido, com essa nova mas necessária prática, mais agrava os sentimentos, que já estão feridos.
 
                      Tenhamos fé, muita fé! A oração ainda é o recurso de que necessitamos em momentos como agora, para que a coragem e a esperança surjam como seguro abrigo para vislumbrar o amanhã, que chegará para todos nós.  
 
                      Oremos, façamos nossas preces ao Criador para que nos fortaleça em espírito e possamos compreender essas imposições do Alto quando somos tocados pela presença da dor em nossa vida. Roguemos paz em benefício dos que partem, porque muitos desses irmãos do caminho lamentam a forma como tudo está acontecendo, para que possam, assim, sentir-se amparados pelas palavras de amor e equilíbrio nesse novo estágio em que se encontram. Roguemos também em benefício dos que ficam, pois o sentimento de amor e de lembrança são os valores edificantes que a paz oferece a cada coração angustiante.
 
                      Que as bênçãos do Alto envolvam cada um desses irmãos que estão enfrentando esse doloroso momento.
 
                     Não existe uma obra sequer que possa ser atribuída ao acaso. Como cristão, não se esqueça que Jesus está no leme desta embarcação, ora navegando em extenso mar revolto.                                                                         -o-
 
 
Vladimir Polízio
 E-mail: polizio@terra.com.br
Palestras de Quintas-feiras às 20:00 hrs - Mês de Março de 2020
DataTemaFonteExpositor
05/03/2020Bem aventurados os mansos e pacíficosVáriosEdison Campos
12/03/2020O Céu e o InfernoVáriosÉlio Moura
19/03/2020O Consolador Prometido
E.S.E. - Capítulo 6
Itens 2 a 4

26/03/2020
O que é preciso entender por pobres de espírito"?
E.S.E. - Capítulo 7
Itens 1 a 2
Alexandre Moraes
JB NOTÍCIAS - Arquivos Anteriores
DIVALDO FRANCO fala sobre seu filme, aborda SUICÍDIO e MEDIUNIDADE aos jovens
JB NOTÍCIAS Nº 66 - FEVEREIRO/ MARÇO 2020



Da Mulher
(Waldo Vieira - Conduto Espírita - pelo Espírito André Luiz)

Compenetrar-se do apostolado de guardiã do instituto da família e da sua elevada tarefa na condução das almas trazidas ao
renascimento físico.
Todo compromisso no bem é de suma importância no mundo
espiritual.
*
Afastar-se de aparências e fantasias, consagrando-se às conquistas morais que falam de perto à vida imperecível, sem prender-se ao convencionalismo absorvente.
O retorno à condição de desencarnado significa retorno à
consciência profunda.
*
Afinar-se com os ensinamentos cristãos que lhe situam a alma
nos serviços da maternidade e da educação, nos deveres da assistência e nas bênçãos da mediunidade santificante.
Quem foge à oportunidade de ser útil, engana a si mesmo.
*
Sentir e compreender as obrigações relacionadas com as uniões matrimoniais do ponto de vista da vida multimilenária do
Espírito, reconhecendo a necessidade das provações regenerativas
que assinalam a maioria dos consórcios terrestres.
O sacrifício representa o preço da alegria real.
*
Opor-se a qualquer artificialismo que vise transformar o casamento numa simples ligação sexual, sem as belezas da maternidade.
Junto dos filhos apagam-se ódios, sublima-se o amor e harmonizam-se as almas para a eternidade.
*
Reconhecer grave delito no aborto que arroja o coração feminino à vala do infortúnio.
Sexo desvirtuado, caminho de expiação.
*
Preservar os valores íntimos, sopesando as próprias deliberações com prudência e realismo, em seus deveres de irmã, filha,
companheira e mãe.
O trabalho da mulher é sempre a missão do amor, estendendo-se ao infinito.
*
“E, respondendo, disse-lhe Jesus: - Marta, Marta, estás
ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária; e Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada.”
(Lucas, capítulo 10, versículos 41 e 42)


Saúda o teu dia com a oração de reconhecimento.
Tu estás vivo.
Enquanto a vida se expressa, multiplicam-se as oportunidades de crescer e ser feliz.
Cada dia é uma benção nova que Deus te concede, dando-te prova de amor.
Acompanha a sucessão das horas cultivando otimismo e bem-estar.

(Do livro VIDA FELIZ - Joanna de Ângelis - psicografia Divaldo Pereira Franco)
Hino do CEJB pelo Coral Pio X
Evangelho Segundo o Espiritismo - Capítulo 2 - "Meu reino não é deste mundo"

A VIDA FUTURA

              1 - "Tornou pois a entrar Pilatos no pretório, e chamou a Jesus, e disse-lhe: Tu és o rei dos Judeus? Respondeu-lhe Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, certo que os meus ministros haveriam de pelejar para que eu não fosse entregue aos judeus: mas por agora o meu reino não é daqui. Disse então Pilatos: Logo, tue és rei? Respondeu Jesus: Tu o dizes. Eu sou rei. Eu não nasci nem vim a este mundo senão para dar testemunho da verdade; todo aquele que é da verdade ouve a minha voz. (João, 18:33, 36 e 37)



EXAMINEMOS A NÓS MESMOS

Do livro OPINIÃO ESPÍRITA – Emmanuel e André Luiz – psicografia de Francisco Cândido Xavier e Waldo Vieira.

O dever do espírita-cristão é tornar-se progressivamente melhor.
 
Útil, assim, verificar, de quando em quando, com rigoroso exame pessoal, a nossa verdadeira situação íntima.
 
Espírita que não progride durante três anos sucessivos permanece estacionário.

Testa a paciência própria: - Estás mais calmo, afável e compreensivo?
 
Inquire as tuas relações na experiência doméstica: - Conquistaste mais alto clima de paz dentro de casa?





 
Copyright 2015. All rights reserved.
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal